México: DICAS!

Para mim o México é encantador: cidade cheia de história, comida boa, pessoas cativantes. O moderno com o muito antigo, a mistura da cultura maya com a contemporânea, a alegria das pessoas mesmo com o trânsito caótico da cidade são contrastes encantadores desta cidade. Abaixo listei os TOP lugares que fui.




1. Playa del Carmen: localizada a 1h de Cancún (que fica a 2h de vôo da cidade do México) é uma praia linda!!!! Mar azuuuul azuuul e sol o ano todo! Lugar bem mais tranqüilo (e natural) que Cancún, com comida boa, bom atendimento e para quem ainda quiser, agitação noturna todos os dias. Há vários hotéis com vista para a riviera maia, ficamos no El Tal, excelente, na beira do mar, super próximo da quinta avenida (onde fica o comércio, bares, restaurantes e discotecas) e quartos gigantes: com cozinha americana, sacada, cobertura com churrasqueira e jacuzzi privativa. Super recomendo! Alugue um carro para poder conhecer Tulum, uma das praias mais bonitas (a uns 40 minutos) e onde fica a pirâmide de Tulum, na costa do mar. O lugar é simplesmente indescritível de bonito. Aproveite para almoçar no El Pez, um restaurante SENSACIONAL com peixes deliciosos na beira da praia. Se quiser levar algumas lembranças, não deixe de fazer compras na quinta avenida. A cidade é famosa pela prata e também pelo couro como o de lagarto (há bolsas, botas e clutchs MARA) - vale muito a pena! 



2. Teotihuacan: na cidade do México, a pirâmide de Teotihuacan é passeio obrigatório! Fica a 1 hora de carro mais ou menos e só estando lá para descrever a sensação: emocionante! Declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1987, era a maior cidade da época pré colombiana, habitada principalmente pelos maias e  zapotecas. A expansão da cidade se deu através do comércio e da religião. Formada hoje por duas pirâmides: a da Lua e a do Sol, sendo que esta ültima é a segunda maior do México (com 65m de altura) e está localizada exatamente onde o sol se põe. As escadas são estreitas mas vale a pena o esforço para subir: a vista é linda e emocionante! Quanta história neste lugar! Já fui 3 vezes e posso dizer que toda vez eu me emociono! Eu reservaria uma manhã para este passeio, gasta-se umas 3 horas lá dentro, além das pirâmides há a avenida central (conhecida como avenida dos mortos) onde vivia a alta burguesia e também pinturas da época ainda em algumas paredes que restaram.


3. Castillo de Chapultepec: era o castelo de verão do vice-rei da Nova Espanha, construído no bosque de Chapultepec em 1785 no alto da colina. "Chapulli" significa gafanhoto e "tepe" colina, traduzindo, colina do gafanhoto. O castelo foi abandonado durante a Guerra de Independência do México (1810-1821), sendo que neste período o Castelo serviu de instalação do Colégio Militar, incluindo algumas modificações como a construção da torre de vigilância. O castelo é MARAVILHOSO, dá para visitar todos os cômodos e ler um montão sobre a história da época. Exposto móveis, ambientes da casa e também jóias e objetos de decoração da época. O andar superior do castelo abriga um jardim LINDO, alegre, cheio de flores e com uma vista linda para o Parque. Eu fiquei encantada com este lugar. Saindo do castelo há um lago (verde) no meio do bosque, um passeio super agradável. E já na avenida (na saída) há um café (Starbucks) e uma livraria inteeeira de vidro (linda) com mesinhas para tomar uma água ou descansar e ficar apreciando o lago e o bosque. Um passeio para toda manhã! E para quem ainda quiser aproveitar mais o bosque há também passeios de pedalinhos no lago. Diversão para todos!
4. Atravessando a rua está o Museu de Antrooplogia. No subsolo há um restaurante (buffet ou sistema a la carte bem demorado e com pratos simples). É o restaurante mais perto caso você saia direto do Castelo para visitar o Museu. Comi por lá porque estava "verde" de fome mas serviço ruim e comida bem mais ou menos, enfim, queriamos conhecer o museu. Voltando... o Museu de Antropologia é parada OBRIGATORIA para todos que visitam o México!!! O lugar abriga a maior coleção pre-hispânica do México,  muitos artefatos arqueológicos como a pedra do sol, tesouros da civilização maia até "pirâmides". A exposição está dividida em 23 salas, sendo que cada uma refere-se a uma civilização ou período. Tem desde a cultura indígena,  oaxaca, mexicana até a ocidental. Fica bem fácil e organizado visitar todas! Cada sala é uma emoção diferente com exposições externas também com pinturas, pedras encontradas da época e até maquele da cidade. Para que preferir há visitas guiadas que duram em média 70 min. O Museu foi inaugurado em 1964, tem 79.700 metros quadrados e uma arquitetura impressionante: uma grande estrutura logo na entrada em forma de guarda-chuva da onde cai uma cascata artificial (lindaaa) formada por um só pilar e revestido de bronze.

5. Museu Soumaya: fiquei impressionada com a arquitetura deste lugar desde a primeira vez que vi uma foto. E como sou apaixonada por arquitetura (eu queria ser arquiteta quando pequena... rs) estava na minha lista de parada "obrigatória". Pertence a Carlos Slim, magnata mexicano (dono de empresas de telecomunicações como Telmex) e eleito o homem mais rico do mundo em 2012. Pessoalmente é muito mais bonito e a aquitetura realmente impressiona. É um museu privado com entrada franca e a exposição permanente está organizada de acordo com os séculos, expostas em evolução nos diversos andares. Presentes artistas como Dali, Picasso, Renoir (eu adorei) e Rodin. Não é de arte contemporânea, apesar da arquitetura moderna, e sim de uma coleção particular de obras dos séculos XV ao XVIII. O último andar é de esculturas e tem destaque as obras de Rodin como "La mano de Dios" (uma das que mais gostei), "L puerta del infierno" e O Pensador. O museu é bem pequeno e até por dentro a arquitetura é linda! Vale muito a pena conhecer!
6. Basilica de Guadalupe: é o segundo santuário mais visitado no mundo depois do Vaticano. Nossa Senhora de Guadalupe é a padroeira do México e conta a lenda que ela apareceu para o índio Juan Diego em 1531. Para provar sua aparição, deixou sua imagem impressa em um tecido de pouca qualidade, cuja impressão não deveria durar mais de 20 anos (mas continua intacta até hoje). O complexo santuário é formado de várias igrejas e capelas. Uma delas é a nova basílica, construída em razão do afundamento da antiga devido ao terreno movediço (pois a cidade do México foi construída em cima de um lago aterrado). A antiga basílica é o primeiro templo dedicado a virgem de Guadalupe e foi considerado basílica em 1904 pelo Papa Pio X. Em 1921 um bomba implantada por um ativista anticlerico explodiu parte do templo, trazendo enormes prejuízos. E em 70 com o afundamento do terreno, Pedro Vazquez projetou a nova basílica (o mesmo que desenhou o estádio Azteca), um projeto moderno e desenhado para que todos pudessem visualizar o altar. A capacidade chega até 40mil pessoas. Vale a pena a visita, principalmente para agradecer a viagem MARAVILHOSA que está fazendo na cidade do México :-)  


7. Centro Histórico: patrimônio da UNESCO, perfeito para conhecer caminhando. Principais atrações: Catedral Metropolitana da cidade do México, situada na praça da Constituição e símbolo da colonização espanhola. Ao lado está o Palácio Nacional, sede do poder executivo, abrigando gabinetes, arquivos nacionais e o tesouro federal. Andando algumas quadras está o Prédio dos Correios cuja arquitetura interna e externa é lindissima e vale MUITO a visita! Aproveite e envie um postal de lá para alguém querido. Na frente está o Palácio de Belas Artes que é ainda mais bonito quando visto de cima, no último andar da Torre Latinoamericana. A torre fica na frente do palácio e tem uma vista 360 graus da cidade. Se você tiver fome há um restaurante no Torre (eu não experimentei, mas tive a impressão de ser turístico demais). Passeio super bacana com muita história e belíssimas fotos!

by chica K 

Nenhum comentário:

Postar um comentário