Gusto? Hum....

Os mesmos donos do Chakras abriram um restaurante tipicamente italiano, com a proposta de ficar aberto 24h e oferecer boa comida. Batizado de Gusto, o cardápio foi montado pelo chef-consultor Franco del Sordo, de Perúgia, em parceria com a sócia do restaurante Fabiana Reis (que é romana) e com o chef Nilson de Castro.
O salão é informal, simples e com uma decoração divertida como o quadro que fica logo na entrada, as letras na parede e o cardápio com o retrato da Monalisa. Há mesas na calçada para quem prefere ar livre. No meio do restaurante, 6 telões de cada lado passam filmes antigos. O cardápio é tipicamente italiano, com primeiro e segundo prato, risoto, paninis, descrições e ingredientes todos italianos.
Tentamos começar com uma focaccia romana (recheada de mortadela), pois o garçom nos garantiu que podia cortar para que todos pudessem petiscar. Não era do cardápio de petiscos, mas gostamos e pedimos. Os petiscos não tinham nada de diferente, por isso optamos por uma focaccia. Eis que após 20 minutos de espera chegou um outro prato que não era a focaccia e nem tinha recheio de mortadela, era como se fosse uma massa de pão fininha cortada em quadrados. Servida pelo próprio gerente da casa que insistiu em afirmar que aquilo era uma focaccia e não o que pedimos no cardápio, e para piorar disse que não podíamos pedir uma focaccia de entrada que não combinava. Desculpem, mas "Oooooi? Não podemos pedir????". Nem mesmo nos restaurantes mais sofisticados, eu nunca vi um gerente da casa proibir um consumidor de pedir um prato porque pro gosto dele não combina. Se eu quiser começar pela sobremesa, em qualquer outro restaurante, não passo por este constrangimento. Mais triste ainda foi ver um dos sócios passeando feliz pelo salão sem saber o que o pessoal da sua casa está fazendo, simplesmente por não passar nas mesas dos seus convidados para perguntar como estava. Eu odeio tumulto, então fomos logo para os pratos principais.
Escolhemos um Escalope de filet mignon com cogumelos, purê de batatas e ervilha torta (carne boa, mas acompanhamento e molho deixaram o prato pesado), linguado com limão siciliano e alcaparras servido com arroz selvagem e legumes embrulhados na escarola (molho salgado e o mesmo gerente ao servir este prato queria servir um arroz sete cereais...), gnocchi de abóbora com queijo Gouda e um frango. De todos, só o gnocchi foi elogiado, os outros, faltou equilíbrio no pratos (temperos e/ou acompanhamentos fortes).

De sobremesa sorbets de morango e creme e um Creme Caramel (pudim a base de leite e baunilha assado em baixa temperatura, servida com calda de caramelo). Apresentação linda, mas totalmente sem sabor. 

Qual o meu balanço disso tudo: sempre que saio para comer, o serviço para mim vem em primeiro lugar, ainda mais São Paulo que oferece serviços excelentes. Depois, a comida tem deixar aquela vontade de "quero mais"... Não tive nenhuma destas experiências aqui, mas se para você isso tudo não é relevante e quiser uma opção tarde da noite, vá pelo serviço que é 24h. Eu achei uma pena, pois ADORO o Chackras e espero que seja tumulto de início pois acabou de abrir.

Onde: Gusto 
fotos chicasSP

by chica K

Nenhum comentário:

Postar um comentário